Mesa Adega

Mesa Adega

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Momentos....




Momentos em looping


Queria encontrar a formula certa para parar no tempo o que não dá pra esquecer. Como uma fada eu levantaria minha varinha mágica e os minutos ficariam passando em looping. Um momento único, sem defeitos. Especial como a ilusão que cerca os corações inocentes, sem maldade, sem passado, sem manias, sem desconfiança, enfim, sem um monte de bobagens que afastam as pessoas umas das outras.


Quando eu quero estacionar os meus momentos únicos, eu geralmente penso que se eu fosse criança, isso aconteceria naturalmente. Então eu volto no tempo, deixo a mascara do dia a dia longe de mim (no caso eu não uso mascaras, mas elas estão por todos os lados), e me encontro comigo mesma anos antes de tudo ficar assim, sem noção.

Nas conversas dos adultos, escondem-se nas entrelinhas, interesses próprios, pegadinhas sutis, desanimo, experiências frustradas, um monte de lixo..a criança aflora seus pensamentos ,deixam fluir e dizem a verdade

Mas os adultos também sonham...sonham em ter um amor verdadeiro, daqueles de cinema, que resistem ao tempo e as emoções vãs, sonham em encontrar uma sintonia de olhares tão intensa à ponto de fazer as pernas tremerem, o coração disparar e o corpo enlouquecer...é o que todo mundo quer pra si, seja homem ou mulher. Mas o adulto não percebe que quando o amor chega...ele vem disfarçado de alguma outra coisa, e deixa passar por conta dessa lixarada pré estabelecida pela sociedade. Os olhos fitam o outro com olhar analítico, revelando uma verdadeira inquisição interior. Eu não quero ser assim, não devo ser assim. Aliás ninguém deveria ser assim.

Por isso eu queria viver em looping dentro dos meus momentos únicos. Mas até aí eu estaria fugindo da realidade, como um louco que vive na própria redoma que criou. Também não dá.

Mas dá pra ser mais criança sim, é lógico que muitas coisas vão ser feitas de maneira impulsiva, seguindo as batidas do coração, mas também teremos na prateleira mais momentos inesquecíveis.

A felicidade mora na crença, Eu ACREDITO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário